Mais um Motivo para o Café Estimular sua Queima de Gordura
Segunda-feira, 05 de Agosto de 2019    07h19

Mais um Motivo para o Café Estimular sua Queima de Gordura

Fonte: Dr. Rondó
Foto: Divulgação

Você certamente deve ter ouvido que o café estimula o emagrecimento. Isso porque ele ativa o seu metabolismo, aumentando o seu gasto calórico durante os exercícios.

Quando você o toma antes de se exercitar, ele aumenta sua adrenalina e promove a liberação de ácidos graxos dos seus depósitos de gordura, turbinando sua energia. E ao gastar essa energia liberada, você simplesmente queima as gorduras que tanto queria.

Aqueles que fazem a dieta keto ou jejum intermitente também tem um bom motivo para apreciarem um bom café. A bebida aumenta a cetose, consequentemente aumentando também a queima de gordura.

É claro que estou falando de um café orgânico e sem nenhuma adição de açúcares ou adoçantes artificiais. Só assim ele fará bem para você. 

Mas agora, além disso tudo, foi descoberto um novo motivo para essa tradicionalíssima bebida aumentar a queima de gordura. Quer saber qual é? Então veja…

Café e gordura marrom

No nosso corpo, há 2 tipos de gordura. A branca e a marrom. Veja a diferença:

Gordura branca

Acumula-se sob a pele quando você ingere muitas calorias. Também se acumula em torno de seus órgãos internos para protegê-los e isolá-los, mas em excesso, se torna uma gordura “visceral” perigosa. É ela que tanto lhe incomoda e interfere na forma física e na saúde.

Gordura marrom

Mais ativa que a gordura branca, contém alta concentração de mitocôndrias, suas usinas de energia celular que geram calor e o fazem queimar gordura.

A gordura marrom ajuda a regular nossa temperatura corpórea com as mudanças térmicas externas. Nós nascemos com esse tipo de gordura e vamos perdendo-a com o passar do tempo, quando vai sendo substituída pela gordura branca que é muito menos ativa.

Dependendo do seu tipo de dieta e atividade física, é possível manter uma certa concentração de gordura marrom mesmo adulto. Com isso, é possível uma melhor regulação do seu peso corporal. Ou seja, é um “boa” gordura, que ajuda a queimar a gordura não-saudável (branca).

A boa notícia é que pesquisadores da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, descobriram que o café pode ser também capaz de estimular a sua gordura marrom.

Eles chegaram a essa conclusão depois de mapearem a localização dessa gordura nos voluntários da pesquisa e observarem que a área ficava mais quente após a ingestão do café.

Segundo o Professor Michael Symonds, um dos responsáveis pelo estudo:

“Os resultados foram positivos e agora precisamos verificar se a cafeína como um dos ingredientes do café está agindo como estímulo ou se há outro componente que ajuda na ativação da gordura marrom.”

De fato, uma ótima notícia! E, de qualquer foroma, uma coisa é certa… O café de qualidade, sem adições, é fantástico para sua saúde e ajuda no seu emagrecimento. Quer coisa melhor? 

O Café Preto Interrompe o Jejum Prolongado?

Essa é uma das perguntas que mais me são feitas… Só pelo fato de você estar tentando ou fazendo o jejum prolongado, evitando comer de hora em hora, já é sinal de que está à frente de 95% das pessoas. Entenda que um café, obviamente sem açúcar ou adoçante artificial, não vai comprometer os benefícios que está buscando.

Como o café interage com os benefícios do jejum prolongado – Cetose

O grande objetivo do jejum é gerar cetose. Como a sua ingesta alimentar tem intervalos prolongados e seu corpo requer energia, você quebra a gordura corporal como energia, gerando os corpos cetônicos.

Se o café inibisse a cetose, provavelmente quebraria o jejum, mas um estudo recente descobriu que tomá-lo nessas condições aumenta a cetose em humanos.

– Queima de gordura

O fato do cafezinho aumentar a cetose, como vimos, certamente aumenta a queima de gordura. E este é outro aspecto importante do jejum.

– Sensibilidade à Insulina

O jejum a longo prazo melhora a sensibilidade à insulina e a tolerância à glicose, o que aumenta a queima de gordura e perda de peso, assim como exercícios e dietas com pouco carboidrato.

O café também produz um efeito semelhante, pois muitos estudos mostram que quanto mais você bebe, menor o risco de diabetes tipo 2.

Autofagia

É a limpeza celular, uma das maneiras pelas quais mantemos nossas células regeneradas e saudáveis. E o jejum promove isso também.

No caso, aparentemente seu cafezinho não compromete a autofagia. Estudos em  camundongos, tanto o normal quanto o descafeinado induzem a autofagia no fígado, tecido muscular e coração.

Proteína Quinase Ativada por Adenosina Monofosfato (AMPK)

O jejum promove maior ativação de AMPK, que é uma enzima inibidora do armazenamento de gorduras e promove a sua queima. Desencadeia a autofagia, regeneração mitocondrial e estimula o sistema antioxidante.

O café tem 2 componentes que também ativam essas enzimas, um deles é a cafeína melhora o reparo endotelial via AMPK. O outro, é o ácido clorogênico, que estimula a AMPK.

Conclusão:

O café preto não quebra o jejum em qualquer sentido significativo, podendo ser usado sem problemas.

Agora veja o que pode ser adicionado ao seu cafezinho sem comprometer o jejum:

– Café com TCM ou Óleo de Coco

Não compromete o jejum, pois a gordura pura tem pouco ou nenhum efeito sobre a insulina, a glicemia ou qualquer outra medida que indique um “jejum quebrado”. Esses óleos vão ajudá-lo a jejuar por mais tempo, ou evitar fraquezas e compulsões.

– Café Com Manteiga ou Ghee

Tem o mesmo efeito que o TCM e óleo de coco desencadeiam noorganismo, ou seja, não comprometem a insulina e glicemia ou outros fatores que quebre o jejum.

Sua diferença em relação aos outros óleos é que tem pequena quantidade de proteína, mas mesmo assim não compromete a autofagia, que normalmente ocorre com a ingestão de proteínas. Portanto, pode ser usada sem problema.

– Café com chantily

O chantilly contém lactose e açúcar (carboidratos) e proteína. Pequena quantidade deste na bebida não afetará muito a sua queima de gordura, mas provavelmente inibirá a sua autofagia.

Portanto, não é aconselhável.

– Café com amêndoas

Desde que você use uma versão não adocicada, não industrializada, não causa nenhum comprometimento no seu jejum.

– Café com canela / cacau

Canela reduz a resistência à insulina, portanto é uma boa associação, não comprometendo o jejum.

Já o cacau em pó é adequado desde que seja em pequena quantidade, pois contém carboidratos, proteínas e gordura. Pode ser usado em pequena quantidade, caso contrário reduz os efeitos do jejum.

– Café com Stevia

Como a stevia reduz os níveis de glicose e insulina, não há nenhum comprometimento do jejum, podendo ser adicionado à bebida.

– Café com Luo Han Guo (extrato de Monkfruit)

Esse adoçante natural tem efeito semelhante ao da stevia, podendo ser usado sem problemas.

– Café com Adoçantes Artificiais

Não há boas evidências de que eles prejudiquem a resposta metabólica ao jejum, mas há outros efeitos indesejáveis ​​que você deve evitar.

– Café com Colágeno

Apesar do colágeno ser uma proteína pura, pode ativar discretamente a enzima mTOR que inibe a autofagia. Com isso, o colágeno no seu café durante um jejum terá bom efeito inibidor do apetite e para a queima de gordura, colaborando para que consiga manter um jejum por mais tempo. Porém, pode  reduzir discretamente os benefícios da autofagia.

Cuide-se e desfrute do seu cafezinho!

AACC-MS
Colégio
www.midianewsms.com.br
© Copyright 2013-2019.